Educação e criação: preocupação (reeditado)

Notícia e foto do G1:

Uma garota de14 anos foi espacanda pelo irmão de sua colega de escola em Palhoça (SC), na quarta-feira (24). As adolescentes teriam se desentendido e após a briga o rapaz, de 24 anos, teria agredido a jovem por vingança, segundo a polícia. A vítima segue internada no hospital. 

A delegada responsável pelo caso, Gisele Jerônimo, disse ao G1 que a garota teve diversas lesões pelo corpo.  “O rapaz a agrediu tão violentamente que ela está até hoje [sexta-feira] internada”, afirma a delegada.

Esta notícia me fez retomar dois posts passados: o Falta de Educação com a Educação e o Crianças: vítimas dos problemas dos adultos. O primeiro por mostrar o total descontrole da escola sobre seus alunos. Respeito e consideração pelo local de estudo desapareceram. Os alunos só continuam a ir nas escolas por ordem dos pais ou para reencontrar os amigos. Agem como se aulas fossem palestras inúteis e desinteressantes (o que, em alguns casos, é verdade). As crianças e jovens não vêem a escola como uma instituição de formação de caráter, já que lá eles não encontram motivação, suporte e estrutura física necessária para que realmente passem a admirá-la. Os “eventos”  interessantes, para uma grande maioria, são as brigas, discussões, oposições ao professor ou outro estardalhaço qualquer. A educação brasileira está como essa menina, hospitalizada por tempo indeterminado.

Já o segundo post demostra a má criação que estamos dando a nova geração, que forma sua personalidade baseada em situações desagradáveis que vivem ou a situações que nunca puderam viver, graças à ausência dos pais ou família. A influência da mídia também participa disso, passando ideais cada vez mais distorcidos. Como a menina na foto acima, os jovens estão rodeados de aparelhos. Não com fins médicos, mas sim com a finalidade de distraí-los e deixá-los longe dos pais por certo tempo. Mas estes aparelhos, muitas vezes, corrompem certos valores. Os pequenos se tornam vítimas mais uma vez de situações que não podem reverter.

A nova geração sofre e a velha geração assiste apática.

Anúncios

~ por viniciuspacheco em março 1, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: